Login:
Distribuidor:
Sustentabilidade
    « Voltar
Automação Residencial: ambientes inteligentes e mais sustentáveis

Evitar que lâmpadas sejam ligadas quando ainda existir iluminação natural suficiente, monitorar crianças ou idosos por meio de câmeras, controlar a  temperatura e umidade em adegas, automatizar torneiras de jardim, acionar cortinas e persianas para diminuir a insolação nos ambientes são alguns exemplos de procedimentos que podem ser realizados em um projeto de automação residencial.

Na Residência Sustentável, o objetivo do projeto de automação é mostrar as soluções possíveis que permitem controle de gastos desnecessários com energia e a importância da projeto de automação integrado ao arquitetônico.

Apresentação das tecnologias e funcionalidades que serão aplicadas no projeto

A automação residencial é a aplicação das tecnologias existentes para melhorar a qualidade de vida do usuário, facilitando e tornando automáticas algumas tarefas básicas da residência, visando o conforto, segurança e economia do usuário.

O objetivo, é tornar as residências mais eficientes com a utilização de sistemas inteligentes, que controlam algumas tarefas básicas como, por exemplo:

- o uso eficiente da iluminação artificial, por meio de sensores, dimerizadores ou temporizadores que controlam os sistemas de iluminação;

- acionamento de cortinas e persianas elétricas, de forma programada, para intensificar ou diminuir a insolação nos ambientes;

- controle interno de temperatura, atuando sobre os condicionadores de ar e/ou aquecedores de ambiente, com base nas informações dos sensores;

- controle de tratamento de águas pluviais e utilização racional da água para irrigação, com utilização de sensores de umidade de solo e ar;

A automação, além de criar ambientes mais inteligentes, contribui também para gerar resultados favoráveis ao desempenho energético e ao conforto ambiental. “As utilizações são diversas, mas pode-se citar os controladores inteligentes que ligados a sensores de luminosidade externos determinam o acendimento automático da iluminação apenas quando o ambiente está sendo utilizado, evitando que as luzes sejam acesas à noite quando o ambiente está vazio”. Outra situação é gerenciar  o gasto com energia elétrica nas unidades residenciais, analisando horários de maior gasto e equipamentos que determinam desperdícios.

Contudo para o projeto ser de fato eficiente é imprescindível a análise das necessidades e aspirações da família e propor algumas aplicações específicas. “É fundamental que todas as aplicações sejam úteis àquela família e que também seja feito  um estudo detalhado de custo X benefício destas aplicações. Projetos mais avançados podem incluir o controle remoto, via celular, de alguns equipamentos como ar condicionado, por exemplo.”

A dica mais importante para os interessados em tecnologias residenciais é que a fase de contratação do projeto de automação deve se dar juntamente com o projeto arquitetônico e elétrico. Uma concepção realmente inteligente, nasce de um projeto integrando todas as especialidades visando o design, conforto, consciência social e ecológica, onde a utilização dos recursos tecnológicos de automação é mais uma das ferramentas  disponíveis na busca do projeto sustentável ideal.